Instituto lança Relógios da Violência; a cada 2 segundos uma mulher é vítima no Brasil

 

A lei Maria da Penha Completou 11 anos nesta segunda-feira (7). Implementada com o objetivo de criminalizar a violência doméstica contra a mulher, a Lei nº 11.340 leva o nome de uma farmacêutica cearense vítima das agressões do marido. Devido aos abusos sofridos, Maria da Penha ficou paraplégica.

Na semana de comemoração da data, o Instituto Maria da Penha lança a campanha Relógios da Violência. A campanha tem como objetivo atenção sobre os números da violência contra a mulher no Brasil.

O projeto é baseado em um levantamento realizado pelo Instituto Datafolha, em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Mostra que a cada dois segundos uma mulher sofre violência.

Assim, o relógio do site funciona com metade da velocidade de um aparelho normal. O site também traz informações sobre os seis tipos diferentes de violência contra a mulher: física, verbal, psicológica, patrimonial, sexual, e moral. Explica-se ainda o ciclo de violência e quais são as maneiras de prevenir e combater a situação. Denuncie casos de violência doméstica no numero 180, sua identidade será mantida em sigilo.